terça-feira, 12 de julho de 2011

Bacalhau Somente no Prato

bacalhau

O bacalhau é um apelido dado para programa. Os programadores cobol usam muito o termo ainda.

Mas bacalhau não é uma boa prática de engenharia de software. Geralmente feito rápido, com testes fracos, orientado a reza e sem as boas práticas da engenharia de software. Resumindo, uma forma de apagar rapidamente um incêndio.

Afirmo também que o bacalhau não é exclusividade do cobol, existem vários bacalhaus em java, visual basic, clipper, asp, c++ e outras linguagens. E os ambientes que desenvolvem os bacalhaus são variados, vão desde bancos a empresas de telecomunicação.

Para acabar com bacalhau, que só faz o sistema crescer desordenadamente como um tumor maligno, existem algumas idéias:

  • Aplicação de boas práticas de engenharia de software;
  • Prática de testes;
  • Clean code;
  • E um consenso da equipe em favor da qualidade.

Moral da história: Não adianta fazer um lixo e ter que refazer várias vezes. O custo será mais alto.

Ta-ta for now

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Atualmente o bacalhau é mais conhecido por POG (Programação Orientada a Gambiarra) ou gambiarra. Geralmente ocorre quando o desenvolvedor não tem boa vontade (ou conhecimento para tal) de desenvolver um algoritmo decente, e faz de qqr jeito.
    Outra causa dos POGs são análise de negócio mal feitas, requisitos mal interpretados. Aih depois tm q fazer um "puxadinho" pra atender a necessidade do cliente.
    O uso de padrões, frameworks, processos e boas práticas, infelizmente, ainda não é regra no desenvolvimento de software. Ou seja, ainda vamos conviver por muito tempo com bacalhaus, POGs e puxadinhos...

    Gabriel
    http://www.dotdicas.com

    ResponderExcluir
  3. Concordo Gabriel.
    Obrigado pela colaboração. Que as boas práticas da engenharia de software predominem e a POG termine.

    ResponderExcluir